PM mata ex, atira em amiga e se suicida no interior de SP

Segundo a polícia, soldado da PM não aceitava o fim do relacionamento e dizia à ex que iria se matar, em Araquara

AE |

selo

Inconformado com a recente separação, o soldado da Polícia Militar José Henrique Stievano, de 34 anos, matou a ex-mulher, atirou em uma amiga dela e se suicidou, no início da madrugada desta quinta-feira, em Araraquara, interior de São Paulo. As informações são de Secretaria de Segurança Pública. 

Segundo a polícia, Stievano e Josilaine Aparecida Tamburi, de 32 anos, ficaram casados cerca de um ano e meio. Porém, há aproximadamente um mês, ela teria descoberto que ele tinha uma amante e pediu a separação. Na tarde de quarta-feira, o casal foi ao Fórum assinar o divórcio.

No próprio Fórum, o PM teria dito que se mataria, por isso Josilaine e parentes dele relataram o fato no quartel em que ele trabalhava, na cidade de Santa Lúcia.

Josilaine foi orientada por uma delegada a ficar em casa. Porém, saiu de carro com uma amiga, de 17 anos, quando foi abordada pelo ex. Ele atirou contra as mulheres (acertou o tórax da ex e o abdome da jovem) e se matou com um tiro na cabeça. O soldado e a ex-mulher morreram na hora. A adolescente está internada em estado grave.

*Com informações do iG São Paulo

    Leia tudo sobre: crime passionalsoldadopmex-mulher

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG