PM é detido por colegas após atirar contra mulher na Grande SP

Após dar chutes, tapas e coronhadas na mulher, o soldado atirou na direção do veículo que a vítima tentava fugir

AE |

selo

O soldado José Renato Zarbietti Nori, de 28 anos, foi preso, na noite de domingo (21), no local do trabalho, a sede da 3ª Companhia do 7º Batalhão, na região centro-sul de São Paulo, após agredir sua mulher e tentar matá-la durante uma discussão. 

A briga ocorreu por volta das 18h, na residência do casal, que mora na Rua Ana Vargas Pereira, no bairro Casa Branca, em Suzano, região leste da Grande São Paulo. Após dar chutes, tapas e coronhadas na mulher, a professora Daniela Regina da Soledade Brito - com a qual tem dois filhos, um de três e outro de 11 anos - o soldado atirou na direção do veículo com o qual a vítima tentava fugir do local.

O disparo não atingiu a mulher, que foi medicada na Santa Casa da cidade e passa bem. Informados, policiais militares do 32º Batalhão apuraram os dados e informaram os PMs que trabalham na capital. Detido pelos colegas da companhia, o soldado foi encaminhado ao 78º Distrito Policial, dos Jardins, zona sul de São Paulo.

Após perder novamente o controle, José Renato, já dentro da delegacia, danificou uma porta e deu um tapa num dos computadores. O soldado, que está há 9 anos na corporação, foi autuado em flagrante por tentativa de homicídio, lesão corporal dolosa e desacato pela delegada Juliana Motta. Nori será levado para o Presídio Militar Romão Gomes, da corporação.

    Leia tudo sobre: pmprisãoviolência contra a mulher

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG