PM baleado em arrastão após show de Roger Waters em São Paulo

Após tiroteio com policiais, bandidos fugiram para a favela Paraisópolis, na região do Morumbi. Eles aproveitaram trânsito ruim na região para atacar motoristas e pedestres

AE |

selo

Um soldado das Rondas Ostensivas com Auxílio de Motocicleta (Rocam), do 21º Batalhão da Polícia Militar, foi baleado na mão esquerda, por volta das 23h30 de terça-feira (3), ao intervir em um arrastão ocorrido na avenida Giovanni Gronchi próximo à esquina com a rua Major José Mariotto Ferreira, região de Paraisópolis, no Morumbi, zona sul da capital.

Leia também: Taxista é baleado no peito por assaltantes na zona norte de São Paulo

Seis ou sete bandidos, aproveitando o trânsito ruim na avenida e a passagem de várias pessoas que haviam acabado de deixar o estádio do Morumbi, onde ocorreu a apresentação de Roger Waters, ex-integrante da banda Pink Floyd, resolveram atacar algumas vítimas, tanto motoristas como pedestres. Policiais militares - a maioria do 16º Batalhão - que realizavam operação próximo ao estádio, foram até o local. 

Houve confronto com os assaltantes. O policial, ao trocar tiros com um dos bandidos, foi atingido. O soldado foi encaminhado ao Hospital Albert Einstein e transferido para o Hospital Cruz Azul, no Cambuci. Os criminosos, após a ação, fugiram em direção à favela Paraisópolis, localizada muito próximo do local onde as pessoas foram atacadas.

O número de vítimas pode chegar a 10, segundo a polícia. Até as 4h45, nenhum suspeito havia sido detido pela PM e policiais do plantão do 89º Distrito Policial, do Portal do Morumbi, não sabiam informar quantas pessoas foram assaltadas durante o tumulto.

    Leia tudo sobre: são pauloroger watersarrastão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG