Pizzaria é assaltada pela 2ª vez em 15 dias

Pelos menos 40 clientes tiveram carteiras e objetos de valor roubados no bairro Jardim Paulistano, em São Paulo

iG São Paulo |

Divulgação
Pizzaria Cristal é assaltada pela segunda vez em menos de um mês
Seis bandidos realizaram um arrastão na quarta-feira, por volta das 22h45, no interior da pizzaria Cristal, na região do Jardim Paulistano, bairro nobre da zona oeste de São Paulo.

Uma das vítimas, um empresário de 51 anos, contou aos policiais que alguns dos criminosos estavam armados e fugiram do local em um carro, modelo Chevrolet Captiva, mas não conseguiu anotar a placa do veículo. Ele teve documentos, cartões bancários, um relógio e um celular roubados. O crime foi registrado no 15º Distrito Policial, do Itaim Bibi.

No momento do assalto, funcionários e fregueses foram rendidos. Um dos bandidos foi direto ao caixa enquanto os demais tomaram dinheiro, carteira e objetos de valor dos cerca de 40 clientes.

De acordo com a polícia, até a 1h45 desta madrugada, nenhum assaltante havia sido localizado. As vítimas foram instruídas a comparacer no 91° Distrito Policial para tentar reconhecer os criminosos por meio de fotografias. Há cerca de 15 dias, a mesma pizzaria foi assaltada. Na ocasião, os bandidos chegaram em um veículo do mesmo modelo. 

Em comunicado, a Pizzaria Cristal informa que o estabelecimento foi mais um atingido pela violência na capital paulista. "Já tomamos todas as medidas cabíveis e aguardamos os resultados das investigações das autoridades policiais, das quais exigimos providências para que fatos como este não voltem a se repetir", conclui o comunicado. 

Assaltos com armas de brinquedo

Na quarta-feira (8), a polícia prendeu uma quadrilha acusada de alicar menores da Grande SP para roubar objetos de valor, como relógios e celulares, no Itaim. Ao todo, desde março deste ano, a polícia estima que 65 crimes foram cometidos na região - aproximadamente dois por dia.

O delegado titular do 15º DP, Paul Henry Verduraz, explicou que os menores roubavam as pessoas com o uso de simulacros - armas de brinquedo - fornecidos pelos próprios aliciadores.

Durante investigação, que durou três meses, foi constatado que os adolescentes eram treinados para reconhecer relógios e celulares de última geração. As vítimas eram abordadas dentro de táxis, carros e saindo de restaurantes.

*com AE

    Leia tudo sobre: pizzaria Cristalarrastão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG