Membros da empresa FKRJ que teriam trazido os trabalhados do Maranhão e estavam no local, foram presos em flagrante

selo

A Polícia Federal (PF) prendeu nesta terça-feira três pessoas responsáveis por submeter trabalhadores a condições análogas à escravidão na região de Campinas, interior de São Paulo. Os 26 trabalhadores foram trazidos de Gonçalves Dias, no Maranhão, e descobertos após a Guarda Municipal de Campinas receber denúncia anônima. Eles estavam morando em local impróprio e sem receber pagamento. No dia da operação, a PF também apurou que não havia sido oferecida nenhuma refeição até sua chegada.

Os trabalhadores foram aliciados por representante da empresa FKRJ com a promessa de trabalharem para a empresa Goldfarb em obra da Pirelli. O transporte até Campinas foi feito em ônibus clandestino. Os três membros da empresa FKRJ encontrados no local foram presos em flagrante.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.