Paulistanos reclamam de novo valor da passagem de ônibus em SP

Reajuste de 11% aumenta preço de R$ 2,70 para R$ 3

Márcio Apolinário, especial para o iG | 05/01/2011 08:44

Compartilhar:

O primeiro dia do novo valor da passagem de ônibus em São Paulo começou com uma série de reclamações de usuários desavisados e descontentes com o reajuste da tarifa, que passou de R$ 2,70, para R$ 3. Embora o tempo para a utilização do Bilhete Único tenha aumentado de duas para três horas, alguns usuários ouvidos pela reportagem do iG, na manhã desta quarta-feira, não aprovam o reajuste.

A turismóloga Mariana Carolina Alves, de 24 anos, avalia que o paulistano não foi informado a tempo sobre o reajuste. “A Prefeitura aproveitou o período entre o Natal e Ano Novo para anunciar o aumento. Foi uso de má fé. Quase não tinha ninguém na cidade. Acho um absurdo pagarmos tão caro e não termos qualidade no serviço prestado. Vamos pagar mais caro para andar feito sardinha em lata. É uma falta de respeito!”, indigna-se.

Para o funcionário público Jorge Fernando Felisberto, de 49 anos, o principal problema no aumento da tarifa é o dia em que ela entrou em vigor. “Muitas pessoas recebem exatamente hoje (dia 5), e não tiveram tempo para carregar o Bilhete Único antes, e ter o direito de pagar a antiga passagem por mais algum tempo. Eu tive sorte de ter uns trocados guardados e poder colocar no cartão. Sem contar que muita gente não deve nem saber que a passagem aumentou. Não houve divulgação por parte da Prefeitura, e garanto que muita gente vai chegar com R$ 2,70 exatos para pagar a passagem.”

A previsão de Jorge foi confirmada por um cobrador da linha Itaim-Santana (106-A), que preferiu não informar o nome, mas relatou o caso de um usuário desinformado que chegou para pagar a passagem com R$ 2,70, em moedas, e precisou que outro passageiro completasse o valor. “Esse fato aconteceu na minha primeira viagem, por volta das 5h. Ele ficou super constrangido, e reclamou muito por não ter sido informado que o preço ia subir. Disse que estava voltando do trabalho e estava com o dinheiro contado. Mas não posso fazer nada, embora o ônibus tenha a placa com o valor da passagem, isso vai acontecer muito durante o dia", prevê.

Foto: Futura Press

Passageiros reclamam de novo valor da passagem de ônibus em São Paulo

A São Paulo Transportes (SPTrans) justifica o aumento na tarifa de ônibus dizendo que ele permitirá uma série de benefícios aos usuários do transporte público. Além da extensão da validade do Bilhete Único de 2 para 3h; outro benefício, segundo a secretaria, é a criação do Bilhete Amigão, que permite ao usuário do Bilhete Único fazer quatro viagens de ônibus em até oito horas, aos domingos e feriados.

Essa justificativa é contestada pela auxiliar de limpeza Vera Lúcia Queiroz, de 42 anos, que argumenta não precisarem aumentar a passagem para disponibilizarem esses benefícios. “Lembro que quando o Bilhete Único começou os benefícios eram praticamente os mesmos, e o valor era muito menor. Eles estão querendo enganar a gente, dizendo que estão nos dando benefícios, quando na realidade estão tirando dinheiro do nosso bolso.”

Além do reajuste, também está prevista a renovação de 65% da frota de ônibus, com a substituição de 9.500 veículos por modelos novos, que segundo a SPTrans, serão mais confortáveis, seguros e maiores, gerando uma maior oferta de lugares. A nova tarifa foi reajustada em 11,11%. O valor do bilhete que faz integração com o Metrô custará de R$ 4,29.

Guarulhos

A partir desta quarta-feira, o preço da passagem de ônibus em Guarulhos sobe de R$ 2,65 para R$ 2,90. Segundo a Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito, os créditos dos cartões escolar, vale-transporte e comum adquiridos até esta terça-feira serão válidos por 30 dias com o preço atual da passagem.

A secretaria informou ainda que entre os motivos do reajuste está a obrigatoriedade da contratação de cobradores, que irão atuar em todos os ônibus e micro-ônibus, e também a aquisição de novos veículos para a frota. Professores e estudantes continuam tendo desconto de 50% no valor da passagem.

    Notícias Relacionadas



    Ver de novo