Parada Gay interdita ruas em São Paulo

Acontece neste domingo em São Paulo a 14ª Parada GLBT (Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais)

iG São Paulo |

AE
Avenida Paulista já está pronta para a passagem da Parada Gay neste domingo
Com público de 3,1 milhões de pessoas em 2009, a Parada Gay de São Paulo é hoje a maior manifestação do tipo no mundo, segundo o Livro dos Recordes. Para este ano, a Prefeitura espera reunir 3,2 milhões na avenida Paulista.

Por conta da Parada Gay, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) realiza bloqueios no trânsito da região. A avenida Paulista estái bloqueada desde as 10h, em ambos os sentidos, entre a Alameda Joaquim Eugenio de Lima e rua Peixoto Gomide. Depois das 11h30, a interdição se estenderá até a rua da Consolação. Às 12h, com o início do evento, serão realizados os seguinte bloqueios:

- Rua da Consolação, em ambos os sentidos, entre as avenidas Paulista e a Ipiranga;
- Rua da Consolação, sentido Centro, pista da esquerda, entre as avenidas Ipiranga e São Luis;
- Rua Rego Freitas, entre as ruas da Consolação e a Major Sertório;
- Avenida Ipiranga, entre a Rua da Consolação e a Avenida São Luís

A CET orienta que quem for ao evento opte por transporte público. No metrô, as estações Paraíso, Brigadeiro, Trianon-Masp, Consolação e República estão com esquema especial de segurança.

Segurança reforçada

A Parada Gay é o evento que mais reúne turistas na cidade e a expectativa é que este ano eles deixem cerca de R$ 190 milhões no município. O investimento da Prefeitura em infra-estrutura e segurança, que ano passado foi de R$ 600 mil, este ano subiu para R$ 1 milhão .

A festa traz novidades na questão de segurança. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), um helicóptero Águia voará sobre a parada utilizando o recurso Dawn Link - uma câmera de alta resolução que grava e transmite imagens para os postos de comando. Ao longo do percursso, a Polícia Militar (PM) contará com 1.300 policiais em 120 viaturas de apoio. Na Paulista, os agentes farão o policiamento a pé.

A PM promete iniciar a fiscalização por volta das 6h, com a vistoria dos trios elétricos. Como nas edições anteriores, pretende liberar a Paulista até as 18h. Agentes bilingues estarão identificados com as bandeiras dos países para atender turistas ingleses, espanhóis, alemães e franceses.

A Guarda Civil Metropolitana (GCM) colocará cerca de 700 guardas no evento. O objeto é evitar incidentes é coibir o consumo excessivo de álcool pelo público. “É impossível proibir o álcool, mas pretendemos bloquear o acesso dos vendedores à Parada. Iremos fiscalizar o comércio irregular e estar em todo percurso para garantir que esta atividade, que é pacífica, ocorra sem nenhum problema grave”, afirma Gevanildo de Souza, inspetor da GCM.

Quinze caçambas de lixo estarão espalhadas pelo percurso na tentativa de impedir o acúmulo de lixo pelas ruas. A idéia dos organizadores é fazer uma “Parada ecologicamente mais correta”. Outros 900 banheiros públicos, sendo 70 para portadores de deficiência física, estarão pelo trajeto.

Cuidados

Mesmo com efetivo reforçado, a Polícia Militar divulgou uma lista de recomendações para que as pessoas possam curtir a festa sem qualquer incidente:

- Evite o uso de jóias e objetos de valor que chamem atenção
- Separe dinheiro para pequenas despesas
- Evite levar crianças pequenas
- Mantenha objetos pessoais como bolsas, celular e mochilas, à frente do corpo
- Não leve garrafa ou copo de vidro para a parada, prefira descartáveis
- Dê preferência à utilização do transporte público, como ônibus e metrô
- Se for de carro, procure estacionamentos credenciados
- Evite ingerir bebida alcoólica em excesso
- Leve documento de identificação
- Evite levar câmeras fotográficas e celulares
- Se precisar de informações, procure sempre o auxílio de policiais

    Leia tudo sobre: Parada Gay

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG