Para evitar arrastão, polícia vai patrulhar pontos das Marginais

Polícia terá 54 pontos nas vias expressas, além de 28 motos

AE |

selo

Mais uma tentativa de assalto na Marginal do Pinheiros, desta vez contra a jornalista Joanna de Assis, de 29 anos, fez a Polícia Militar mudar a estratégia de segurança na via e na Marginal do Tietê. A partir das 6h da próxima segunda-feira, a corporação passará a manter viaturas em 54 pontos das vias expressas. O reforço será por tempo indeterminado.

O Comando de Policiamento de Trânsito (CPTran) também atuará nas marginais, ajudando os 12 batalhões da PM responsáveis pelas duas vias, que ligam as zonas sul e leste da cidade. "Eles vão fazer a fiscalização e o policiamento ostensivo", disse o capitão Sérgio Marques, porta-voz da PM. Outra medida prevista é o reforço de patrulhamento com motos: mais 28 percorrerão as duas vias expressas.

A Marginal do Pinheiros, onde motoristas têm sido vítimas de arrastões e de ladrões que recorreram a pedras para obrigá-los a parar, terá viaturas por 24 horas em quatro pontos. Em outros 13 trechos, os policiais permanecerão por 12 horas.

Na Tietê, a rotatividade dos policiais será maior. Ao longo do dia, eles se revezarão em 37 pontos. Cada viatura ficará em um deles por até 12 horas. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: políciamarginaltrânsitoarrastão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG