Paciente morre após briga com porteiro de hospital em São Paulo

Isaías da Silva teria se irritado com atendentes do laboratório, no bairro do Jabaquara. Após um soco do porteiro, Silva bateu a cabeça e entrou em coma

iG São Paulo |

O paciente Isaías Severino da Silva, de 46 anos, morreu após uma briga com um porteiro do Hospital Nossa Senhora de Lourdes, região do Jabaquara, zona sul de São Paulo. Segundo o hospital, a briga ocorreu na segunda-feira (27) na parte externa do prédio e teria sido iniciada pelo paciente. Silva recebeu um soco e teria batido a cabeça. Ele entrou em coma e morreu no dia seguinte na UTI da instituição.

Ainda de acordo com o hospital, toda a movimentação foi registrada pelas câmeras de segurança. Em nota, a instituição explica que Silva foi ao laboratório para realizar alguns exames, na segunda-feira (27). “Quando informado pela atendente que não se encontrava no local indicado para as coletas, o paciente demonstrou grande descontentamento e passou a ofender os atendentes”, diz a nota.

AE
Fachada do Hospital Nossa Senhora de Lourdes nesta manhã. Polícia Civil irá investigar o caso


Nesse momento, o porteiro Douglas Paula, que também estava no local para realizar exames em seu dia de folga, teria tentado acalmar Silva dando início a uma discussão. Ambos foram levados para o pátio externo do prédio já em luta corporal. O hospital afirma ainda que Silva começou a briga e, quando recebeu um soco do porteiro, bateu a cabeça na rampa do estacionamento.

Equipes de emergência do próprio hospital socorreram Silva e o levaram para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), onde foi constatado o estado de coma e, no dia seguinte, a sua morte. Os agentes do 26º DP, do Sacomã, registraram o boletim de ocorrência e prenderam o porteiro que responderia por lesão corporal de natureza grave consumado.

A instituição afirmou que aguarda os procedimentos policiais para entregar as imagens das câmeras de segurança. O funcionário do hospital estava em período de experiência e foi demitido. Ele foi encaminhado pela polícia para um Centro de Detenção Provisória (CDT).

    Leia tudo sobre: agressãobriga em hospitalbriga

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG