Omissão de socorro em hospital de São Paulo será investigada

Hospital Estadual de Vila Nova Cachoeirinha se recusou a atender homem de 80 anos. Direção afirma que local estava lotado

AE |

selo

O secretário municipal da Saúde de São Paulo, Januário Montone, pediu nesta sexta-feira a abertura de uma investigação interna para apurar um caso de omissão de socorro na emergência do Hospital Estadual de Vila Nova Cachoeirinha, na zona norte da capital.

Imagens exibidas quinta-feira (29) pela Rede Globo mostram um funcionário do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) cobrando explicações de um médico, que não responde. A pessoa que o Samu havia socorrido, um homem de 80 anos, não pôde passar da porta do hospital.

O mesmo funcionário faz questionamentos semelhantes a uma enfermeira, que responde: "Quem determina isso não sou eu, da enfermagem. É o médico, né? Não sou eu." O paciente foi levado ao Pronto-Socorro de Santana, onde foi atendido e recebeu alta hospitalar.

A direção do hospital afirmou que havia avisado os serviços de emergência que a unidade estava lotada, e que não teria capacidade para receber mais pacientes. Segundo a secretaria de Saúde, a investigação é uma medida praxe nessas situações e poderá esclarecer as falhas que causaram o problema.

    Leia tudo sobre: investigaçãoomissão de socorrohospitalsão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG