Navio atinge atracadouro de balsas no Guarujá

Sistema de travessia de balsas ficou interrompido durante a madrugada e voltou a operar por volta das 8 horas

AE |

selo

Um navio de bandeira panamenha atingiu o atracadouro de balsas da travessia entre Santos e Guarujá às 2h deste sábado. O sistema de travessia de balsas ficou interrompido durante a madrugada e voltou a operar por volta das 8 horas. No momento, não há tempo de espera em nenhum dos lados para travessia. 

O acidente aconteceu no lado do Guarujá, quando a operação estava paralisada por causa de forte neblina. O cargueiro panamenho, chamado Nena A, deixava o Porto de Santos e atingiu uma das gavetas (a vaga do estacionamento das balsas) do embarcadouro. A balsa FB 23, que estava dentro do atracadouro no momento da colisão, não foi atingida. Ninguém ficou ferido.

No final desta manhã, seis embarcações, inclusive a FB 23, já estavam em operação. Apenas a gaveta atingida pelo navio está fora de operação. Com isso, funcionam apenas os outros dois atracadouros do lado do Guarujá. 

De acordo com o diretor de operações da Dersa, Nelson El Hage, a companhia está avaliando os prejuízos causados pelo acidente desta madrugada. "Acho que na próxima semana já saberemos quanto vai custar essa reforma e quando ficará pronta", disse o diretor. 

A capitania dos portos informou que instaurou inquérito para apurar as causas do acidente e já está realizando inspeções no navio, que se encontra fundeado (ancorado) na barra do Porto de Santos. O navio panamenho, moderno e de casco duplo, transportava metanol. 

A gaveta atingida foi inaugurada em dezembro do ano passado, após ampliação e reforma dos atracadouros do lado do Guarujá, ao custo de R$ 36 milhões. A obra foi necessária para consertar os estragos causados por um navio chinês, que atingiu o atracadouro e uma balsa no mesmo local, no ano passado.

    Leia tudo sobre: guarujábalsasnavio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG