Protesto surge após polêmica com Metrô em Higienópolis. Alckmin afirma que nova estação ficará na rua Sergipe, no próprio bairro

Manifestantes picharam o muro e o portão das obras da estação Mackenzie do Metrô na Rua Piauí, no bairro de Higienópolis, em São Paulo. A ideia de implantar uma estação de Metrô no bairro nobre gerou discussões e polêmica.

Alguns moradores do bairro nobre se colocaram contra a obra porque ela atrairia, segundo uma moradora entrevistada pelo jornal Folha de S.Paulo , “drogados, mendigos, uma gente diferenciada..." Foi o bastante para que a expressão “gente diferenciada" ganhasse a internet e batizasse um "churrasco" com convocações em redes sociais - 50 mil pessoas já haviam dito no Facebook que tinham a intenção de participar do protesto.

Muro e portão da futura estação Mackenzie é pichado em SP
Futura Press
Muro e portão da futura estação Mackenzie é pichado em SP

O governo paulista e o Metrô negaram que a mudança do local tenha sido provocada pelos protestos dos moradores. O argumento é em relação à distância entre as linhas do metrô. Nesta quarta-feira, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) disse que o local da nova estação em Higienópolis já está decidido. Segundo ele, ficará na rua Sergipe.

Ao serem procurados pela reportagem do iG , tanto o Metrô quanto a assessoria do governo do Estado afirmaram que o projeto segue em estudo de planejmento e não há nada definido, independentemente da localização anunciada pelo governador.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.