Mulher sequestrada é achada morta no interior de SP

Mulher de um proprietário de posto de combustíveis, Suemi Nascimento Thomaz foi sequestrada e morta antes do pedido de resgate

AE |

Um sequestro terminou com a morte da vítima em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo. Na madrugada desta quarta-feira, após investigação policial, o corpo de Suemi Nascimento Thomaz, de 32 anos, foi encontrado num canavial na estrada velha de Jardinópolis.

O corpo dela estava em estado de decomposição. A mulher, esposa de um proprietário de posto de combustíveis da cidade, foi sequestrada no dia 14 e morta antes mesmo do pedido de resgate. Os sequestradores ainda pediram o resgate e o marido dela pagou parte do que foi pedido. A não libertação da mulher levou à investigação policial, em sigilo. Três homens foram presos.

Suemi estava reformando uma residência para mudar e foi sequestrada pelo pedreiro Doniedson Nepomucemo, de 35 anos, que trabalhava no local. Dois homens ajudaram o pedreiro no crime. Em cerca de 24 horas, a mulher foi estrangulada pelos sequestradores e o corpo deixado no canavial. Eles ainda pediram o resgate, e o marido de Suemi pagou R$ 8 mil. Como não houve a libertação, a Polícia Civil iniciou as investigações. O carro de Suemi foi encontrado poucos dias depois, numa estrada de Cruz das Posses, distrito de Sertãozinho.

Nepomucemo foi preso por participação no crime. Edson da Silva Filho, de 20 anos, que tinha passagem policial por roubo, foi o outro preso ontem. Com as prisões, a polícia chegou à localização do corpo da vítima. Uma pequena corda, de fio de energia, foi usada para enforcar Suemi. No final desta manhã, o terceiro integrante da quadrilha foi preso: Daniel Soares, de 19 anos. Suemi tinha uma filha.

    Leia tudo sobre: sequestro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG