Mudanças no Detran atingem despachantes e autoescolas

Alckmin tira Detran da Polícia, promete reduzir intermediários, fiscalizar autoescolas e ampliar o uso da internet

Nara Alves, iG São Paulo |

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, assinou hoje o decreto que tira o Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo, o Detran, da responsabilidade da Secretaria de Segurança Pública. O órgão, alvo de diversas denúncias de corrupção, agora está vinculado à Secretaria de Gestão Pública. Sem admitir abertamente que a transferência entre pastas tenha como objetivo combater a corrupção, o governador afirma que a mudança pretende “diminuir a burocracia” na emissão da Carteira Nacional de Habilitação e na regularização de veículos, por exemplo.

“Na medida em que temos transparência, isso (a corrupção) tende a reduzir imediatamente. Quando você simplifica, elimina os intermediários”, disse Alckmin. Os intermediários, como despachantes, pivôs de muitas das denúncias, chegam a cobrar R$ 300 para efetuar procedimentos que poderão ser feitos diretamente pelo usuário. “As taxas não mudam, mas vai ficar mais barato indiretamente. E mais rápido”, afirmou.

O secretário de Gestão, Júlio Semeghini, adiantou que em 45 dias irá ao ar o novo portal do Detran, com os principais serviços online. Além disso, o governo disponibilizará um número, ainda não divulgado, para esclarecer dúvidas, além de prestar atendimento. Também serão utilizadas as redes sociais na internet para informar os usuários, segundo Semeghini.

A troca de pastas irá liberar 1.349 policiais para cumprirem funções no policiamento. Segundo o governador, no entanto, a investigação sobre denúncia de corrupção no Detran continuará sendo feita pela Corregedoria. A polícia investiga o desvio de R$ 30 milhões arrecadados com o seguro obrigatório de veículos, o DPVAT, gastos por meio da contratação pelo órgão de mão de obra terceirizada entre 2000 e 2007.

Autoescolas

Os Centros de Formação de Condutores (CFCs), as chamadas autoescolas, também estão na mira do governo. O Detran passará a investir em treinamento e suporte para as escolas, médicos e psicólogos que atendem a população. A coordenação do órgão fará acompanhamento, avaliação e credenciamento dos parceiros para “adequação ao novo modelo”.

O novo coordenador do Detran é o ex-superintendente do Poupatempo Daniel Annemberg. Segundo ele, sua missão é dar ao órgão o “padrão Poupatempo de atendimento”. O serviço, marca do governo de Mário Covas, é aprovado por 97% dos usuários no Estado, segundo o governo.

As primeiras unidades que serão reformuladas no novo padrão são as de Interlagos, na zona sul, e Armênia, na zona norte na capital paulista. Uma nova unidade será construída no Aricanduva, na zona leste. No Grande ABC, uma unidade piloto será instalada em São Bernardo do Campo. No interior paulista, as primeiras cidades a receber o novo Detran serão Americana e Aparecida.

    Leia tudo sobre: detrangeraldo alckmin

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG