MPF denuncia psicólogas por R$ 3 mi em recibos falsos

Profissionais teriam fornecido mais de R$ 3 milhões em recibos supostamente falsos para dedução do imposto de renda

AE |

selo

As psicólogas Maria Ondina Marques de Almeida e Solange Sonsin Xavier da Silveira foram denunciadas hoje à Justiça Federal de Sorocaba, no interior de São Paulo, por terem fornecido mais de R$ 3 milhões em recibos supostamente falsos para dedução do imposto de renda. De acordo com o Ministério Público Federal, os recibos se referem a consultas que nunca foram feitas entre os anos de 2004 a 2007. Os valores somam mais de R$ 3 milhões. A fraude foi apurada pela Receita Federal. 

Durante a apuração, a Receita descobriu que dos 116 pacientes atendidos por Maria Ondina em seu consultório, em Itu, muitos eram de outros Estados. A psicóloga era servidora da Prefeitura de Itu nos anos fiscalizados, com carga horária de 40 horas semanais, e não teria tempo para atender a tantos pacientes. A Receita verificou que, os recibos apresentados pelos supostos pacientes eram cheios de irregularidades no preenchimento, como dois tipos de letra ou tinta diferentes. 

Já a psicóloga Solange, no mesmo período, emitiu 304 recibos de consulta psicológica, que no total dos valores anuais declarados pelos supostos clientes como pagos à denunciada, corresponderam a R$ 2.497.553,15. A renda declarada por ela nos anos de 2004 a 2007 foi bem inferior. Solange também cumpre 40 horas semanais em função pública. Vários pacientes da profissional, quando notificados da investigação, retificaram a declaração e excluíram os recibos da psicóloga. Advogados das psicólogas negaram as irregularidades e aguardam a notificação para contestar as acusações.

    Leia tudo sobre: psicólogasrecibos falsossorocaba

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG