O ex-policial Mizael Bispo de Souza e o vigia Evandro Bezerra da Silva são acusados de matarem a advogada, ex-namorada de Mizael

selo

O Ministério Público (MP) de São Paulo pediu a prisão preventiva do ex-policial Mizael Bispo de Souza e do vigia Evandro Bezerra da Silva, ambos acusados de matarem a advogada Mércia Nakashima, ex-namorada de Mizael. O autor do pedido é o promotor de Justiça Rodrigo Merli Antunes. A decisão será tomada pelo juiz Leandro Bittencourt. A mulher desapareceu em 23 de maio e seu corpo foi encontrado em uma represa de Nazaré Paulista, no interior de São Paulo, no dia 11 de junho.

Mizael foi denunciado por homicídio triplamente qualificado (motivo fútil, emprego de meio cruel e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima) e ocultação de cadáver. Evandro foi denunciado pelo MP por homicídio duplamente qualificado (emprego de meio cruel e mediante recurso que tornou impossível a defesa da vítima) e ocultação de cadáver. Ele foi denunciado como partícipe porque sabia da intenção de Mizael de cometer o assassinato e aceitou colaborar com a prática do crime.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.