Motorista que matou garis chega à prisão em São Paulo

Fernando Mirabelli foi preso com sinais de embriaguez na Marginal Pinheiros. Operários foram enterrados no domingo

AE |

selo

O gerente de banco Fernando Mirabelli, de 32 anos, motorista de uma Toyota Hilux que atropelou três funcionários da Prefeitura na Marginal do Pinheiros, zona sul de São Paulo, no sábado, 22, chegou na tarde desta segunda-feira ao Centro de Detenção Provisória II (CDP) do Belém, na zona leste da cidade. Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária, ele chegou ao local por volta das 15h. Até então, ele estava no 91º DP, para onde foi levado após ser preso em flagrante .

Leia também: Corpos dos garis atropelados em São Paulo são enterrados

Futura Press
Fernando Mirabelli é visto deixando o Instituto Médico Legal antes de ser transferido ao CDP
Mirabelli foi preso após atropelar e matar dois garis, Alex Damasceno de Souza, de 26 anos, e de Roberto Pires de Jesus, de 36. Um terceiro funcionário atingido, Aldenir Abrantes Dantas, de 21 anos, sofreu fratura na bacia e não corre risco de morrer. Eles trabalhavam no local, perto da Ponte Ary Torres, na Cidade Jardim, quando o carro invadiu o canteiro da pista. 

Segundo a polícia, Mirabelli estava embriagado e dirigia em alta velocidade quando perdeu o controle do veículo. Ele seguia para a casa dos pais, no Campo Belo, zona sul, após sair de uma casa noturna em Guarulhos, na Grande São Paulo. O bancário tentou fugir do local do acidente.

    Leia tudo sobre: garisatropelamento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG