Motorista que derrubou passarela em SP vai responder por homicídio

Acidente ocorrido em novembro do ano passado na rodovia Raposo Tavares, na região de Sorocaba, terminou com duas mortes

AE |

selo

O motorista do caminhão que derrubou uma passarela na rodovia Raposo Tavares, em Sorocaba, causando a morte de duas pessoas, vai responder por homicídio culposo - sem intenção de matar. O acidente ocorreu em novembro do ano passado , quando o veículo passava sob a passarela, no km 96 da rodovia, com a caçamba levantada.

AE
Passarela caiu na rodovia e pessoas morreram
O impacto causou a queda da estrutura de concreto sobre as duas pistas. O catador Antonio da Silva, de 63 anos, que passava sobre a passarela de bicicleta, e o autônomo Wladimir de Almeida Pires, de 49, que teve a Kombi atingida pela estrutura, morreram na hora. 

A rodovia permaneceu interditada por mais de seis horas. A perícia juntada ao inquérito que apura as mortes chegou à conclusão de que a caçamba e o dispositivo de acionamento não apresentavam defeitos.

De acordo com o delegado Maurício Orvali, do 10º Distrito Policial, excluída a hipótese de falha mecânica, resta apurar possível imperícia ou imprudência do motorista. Em seu depoimento, Anilto Renado da Silva, que dirigia o caminhão, negou responsabilidade e disse que só percebeu a caçamba levantada após a colisão. Ele já foi indiciado pelo duplo homicídio culposo, mas vai responder ao processo em liberdade.

    Leia tudo sobre: raposo tavaressorocabapassarela

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG