Motorista que atropelou garis paga fiança e pode ser solto

Dois garis morreram no acidente, na Marginal Pinheiros. O motorista, Fernando Mirabelli, foi preso com sinais de embriaguez

iG São Paulo |

Futura Press
Fernando Mirabelli é visto antes de ser transferido ao CDP
O gerente de banco Fernando Mirabelli, de 32 anos, preso depois de atropelar três garis no canteiro central da Marginal Pinheiros no último sábado (22) com seu carro modelo Toyota Hilux, deve ser libertado entre esta noite e terça-feira (25). A fiança de R$ 50 mil estipulada pela Justiça foi paga nesta segunda-feira. No acidente, dois garis morreram.

Leia também: Corpos dos garis atropelados em São Paulo são enterrados

Nesta tarde, ele havia sido transferido do 91° Distrito Policial para o Centro de Detenção Provisória II (CDP) do Belém, na zona leste da cidade. Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária, ele chegou ao local por volta das 15h.

Segundo a polícia, o motorista estava embriagado e em alta velocidade quando perdeu o controle do veículo. Mirabelli, que mora em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, retornava de uma casa noturna em Guarulhos e seguia para a casa dos pais, no Campo Belo, zona sul de São Paulo.

Leia mais sobre esse e outros acidentes:

- Motorista que matou garis chega à prisão em São Paulo

- Carro atropela e mata dois garis na Marginal Pinheiros

- Motorista de acidente no Itaim estaria muito acima da velocidade, diz polícia

- Motorista de Porsche é indiciado por homicídio doloso

    Leia tudo sobre: garis atropeladosmotorista soltofiançaembriaguez

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG