Motorista é preso suspeito de atropelar e arrastar mulher em SP

Testemunhas contaram que o motorista atropelou a jovem ao tentar ultrapassar um carro pela pista da direita da Raposo Tavares

AE |

selo

Uma jovem de 25 anos foi atropelada e arrastada pelo carro por um trecho de 800 metros da rodovia Raposo Tavares, na noite de sexta-feira, 3, em Mairinque, a 67 km de São Paulo. De acordo com a polícia, ao perceber que a vítima estava presa ao carro, o motorista ainda fez ziguezague na pista para se livrar do corpo, mas bateu em outro veículo.

Acidente: Jovem que foi resgatada três dias após acidente volta para UTI

A Polícia Civil de São Paulo identificou o autor do atropelamento como Everaldo Corrêa, de 28 anos. As investigações ainda apontam que Corrêa estaria bêbado e provavelmente tirava um "racha" com outro veículo. Ele está preso. A mulher permanece internada, em estado estável, no Hospital Regional de Sorocaba. Lairce teve fraturas nos braços e na perna esquerda, além de ferimentos pelo corpo. Os médicos avaliam se haverá necessidade de cirurgia.

O acidente ocorreu no km 65, local em que a Raposo corta a área urbana, no bairro Marmeleiro. De acordo com a testemunha José Duran da Silva, que presenciou o atropelamento, a jovem Lairce Azevedo tinha saído do trabalho e tentava atravessar a pista, quando foi atingida pelo automóvel Gol dirigido por Everaldo.

Segundo a testemunha, o carro estava com excesso de velocidade e ultrapassou outro veículo pelo lado direito. O motorista não parou para socorrer a vítima. "Quando percebeu que ela (a vítima) estava enroscada, fez ziguezague para que ela saísse, mas bateu em outro carro", contou. Só bem à frente a mulher caiu na estrada e o corpo rolou para o acostamento.

Perigo na linha: Homem é arrastado por trem da CPTM em São Paulo

O motorista do veículo atingido e a testemunha perseguiram o carro de Everaldo e o fizeram parar. Ele e outros motoristas o convenceram a voltar ao local do acidente e esperar a polícia. Os policiais aplicaram o teste do bafômetro que acusou dosagem alcoólica de 0,77 mg/l, quando o tolerável é de 0,10 mg.

Segundo a polícia, Everaldo reconheceu que havia bebido, por isso tentara fugir do local do acidente. Ele alegou não ter visto a mulher presa ao carro. O acusado foi autuado em flagrante por embriaguez ao volante e tentativa de homicídio. Foi levado para a Cadeia Pública de São Roque, cidade vizinha.

    Leia tudo sobre: acidenteatropelamentoraoso tavares

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG