Motorista do ônibus responderá por homicídio culposo por acidente

Polícia ouve nesta sexta o acusado de ter provocado acidente entre ônibus e trem em Americana, interior de São Paulo

Márcio Apolinário, especial para o iG |

O motorista Alonso Carvalho, de 51 anos, que dirigia o ônibus que colidiu com um trem na quarta-feira, em Americana, interior de São Paulo, vai responder por homicídio culposo (sem intenção de matar). O acidente causou a morte de nove pessoas e feriu outros 15 passageiros do coletivo.

O inquérito foi instaurado pelo 1º Distrito Policial (DP) de Americana, após serem ouvidas testemunhas sobre o acidente, que apontaram o motorista como principal responsável pela colisão. Ele não teria respeitado as sinalizações da via, que indicavam a chegada de uma composição na linha férrea.

Segundo a Polícia Civil, há indícios suficientes para responsabilizar o condutor pela morte das nove pessoas que ele transportava. Entre as vítimas estão dois cobradores, da companhia Viação VCA, que fazia a linha Cidade Jardim – Zanaga. Um deles não estava trabalhando.

Alonso Carvalho será ouvido na tarde desta sexta-feira pelo delegado responsável pelo caso, Claudinei Albino Xavier, no Hospital Municipal de Americana, onde está internado desde a noite de quarta-feira.

Nesta sexta, serão enterrados os corpos de oito, das nove, pessoas que morreram na colisão do ônibus, contra a composição pertencente à América Latina Logística (ALL).

Em nota, a Prefeitura de Americana lamentou o acidente, e informou que o secretário de Transportes e Sistema Viário, Jesuel de Freitas, firmou um convênio com a ALL para a realização novas sinalizações necessárias no trecho da linha do trem.

    Leia tudo sobre: tremacidentecarrointerior

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG