Motociclista atropela pai e filha em faixa de pedestres

O motociclista foi preso em flagrante e se recusou a fazer o teste do bafômetro. Ele já havia sido detido em 2004 comprando lança perfume

iG São Paulo |

O administrador Walter Fernando Finholdt Baratelli, de 29 anos, foi preso em flagrante no sábado (20), após atropelar duas pessoas que atravessavam a rua, na faixa de pedestre, às 17h20. O projetista Jair Alves Rodrigues, 53 anos, e a psicóloga Erica Cazol Rodrigues, 23 anos, pai e filha, estavam atravessando a avenida Pompeia, na zona oeste de São Paulo.

Leia também: Cresce número de motoristas presos por embriaguez em SP

De acordo com o boletim de ocorrência, o projetista morreu na hora e sua filha foi encaminhada ao Hospital Santa Catarina. Quando os policiais chegaram ao local, foram informados de que Baratelli havia sido levado para o Hospital Santa Casa de Misericórdia. Após atingir as duas pessoas com a sua motocicleta, ele bateu no carro de uma testemunha que afirmou que Baratelli teria ultrapassado o farol vermelho.

Outra testemunha contou aos policiais que o condutor estava em alta velocidade no momento do atropelamento. No hospital Santa Catarina, Baratelli se recusou a fazer o teste do bafômetro e disse à polícia que havia bebido duas latas de cerveja por volta das 14h daquele dia. Ele foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para fazer o exame de dosagem alcoólica e preso em flagrante por homicídio com dolo eventual (quando se assume o risco de matar) e lesão corporal.

Posse de droga

Baratelli foi detido em julho de 2004 por posse de lança perfume, droga muito usada em casas noturnas e raves. Na época, ele tinha 22 anos e era estudante de administração. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, na época, policiais da 3ª Dise (Delegacia da Divisão de Investigações Sobre Entorpecentes) identificaram Baratelli como usuário da droga e passaram a segui-lo.

Com isso, eles conseguiram checar ao traficante, que vendia a droga para universitários das universidades São Camilo e Mackenzie, e prende-lo. Na ocasião, ele estava vendendo 10 frascos da droga para Baratelli.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG