Morador foi arrastado por enxurrada e parou embaixo de carro. Chuva de janeiro já é a 2ª maior da série histórica

A chuva que atingiu com força capital paulista, principalmente as regiões leste, oeste, norte e centro-norte, na noite de domingo, fez mais uma vítima, segundo a polícia, além de ter provocado 46 pontos de alagamento, derrubado árvores e deixado regiões sem energia.

Força da água arrasta carros na rua Cairo com a rua Major Angelo Zanchi
Futura Press
Força da água arrasta carros na rua Cairo com a rua Major Angelo Zanchi

Um morador de rua aparentando ter cerca de 35 anos foi encontrado morto na rua da Mooca, próximo à avenida Paes de Barros, zona leste da capital, por volta da 1h30 desta segunda-feira.

Ele foi localizado por populares da região debaixo de um Gol, após a água que tomou conta daquele trecho baixar. Policiais militares foram acionados e acredita-se que a vítima, ainda não identificada, foi arrastada pela enxurrada e, já sem vida, parou sob o carro. O caso foi registrado no 56º Distrito Policial, da Vila Alpina.

Por conta da chuva, parte do muro do Cemitério Chora Menino, em Santana, na zona norte, desabou por volta das 21h. Não há informação sobre feridos. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrou problemas em 602 semáforos da cidade entre a 0h de sexta-feira e 9h desta segunda-feira.

Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergência (CGE), no domingo caiu o volume médio de 48,1mm de água o que equivale a 20,1% do esperado para o mês. Desde o inicio do ano até esta segunda-feira, o volume médio acumulado de chuvas é 388,9mm, o que representa 62,7% a mais do esperado para janeiro.

Até o momento, este é o segundo janeiro mais chuvoso desde quando começaram as medições, só perdendo para 2010, quando o volume médio chegou a 461,3mm.

Chuva provoca queda de árvore na rua Itapicuru, em Perdizes
Futura Press
Chuva provoca queda de árvore na rua Itapicuru, em Perdizes

*Com informações da Agência Estado

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.