Metrô muda local de futura estação em Higienópolis

Segundo o Metrô, o projeto da localização da futura Estação Angélica está sendo reavaliado visando ao melhor equilíbrio da linha

iG São Paulo |

A Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) confirmou nesta quarta-feira a mudança do local que abrigaria uma das estações no bairro de Higienópolis, da Linha 6-laranja, que liga a zona norte ao centro da capital paulista. De acordo com o Metrô, a decisão da mudança do endereço partiu do secretário de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, após analisar projetos da linha.

Para o secretário, a estação, que seria construída na esquina da avenida Angélica com a rua Sergipe, onde hoje está localizado um supermercado, estaria apenas a 610 metros da futura Estação Higienópolis-Mackenzie e 1.500 metros da futura Estação PUC-Cardoso de Almeida. A linha tem previsão de ficar pronta em 2017.

Segundo o Metrô, o projeto da localização da futura Estação Angélica está sendo reavaliado visando ao melhor equilíbrio da linha e para atender usuários moradores das áreas da região do Pacaembu, bairro vizinho a Higienópolis.

De acordo com nota divulgada pela empresa, "a área técnica do Metrô estuda melhor localização de uma nova estação que atenda à Fundação Armando Álvares Penteado (Faap), avenida Higienópolis e Praça Vilaboim, assim como o Estádio do Pacaembu. A definição da nova localização depende da conclusão de estudos geotécnicos e do melhor posicionamento para implantação da obra, de forma a causar o menor impacto na região".

A licitação para as obras de construção da Linha 6-laranja deve ser feita em 2013, com a conclusão das obras da linha para 2017. A linha 6-Laranja vai ter 13,5 quilômetros de extensão e previsão de 15 estações, ligando a zona norte ao centro, da Estação Brasilândia até a Estação São Joaquim, passando por bairros como Liberdade, Bela Vista, Higienópolis, Perdizes, Pompeia, Freguesia do Ó e Vila Brasilândia. A Linha 6-laranja também fará integração com a linha 5- Azul, na estação São Joaquim, e com a linha 4, na estação Higienólopis/Mackenzie.

Campanha

Desde o ano passado, um grupo de moradores de Higienópolis iniciou um movimento com o objetivo de impedir a construção da estação Angélica no local que estava no projeto. Um abaixo-assinado elaborado pela Associação Defenda Higienópolis foi espalhado por condomínios da região contestando o projeto. No mesmo documento, os moradores manifestavam a preocupação de que a obra aumente o fluxo de pessoas na região "especialmente em dias de jogos e shows" e de "ocorrências indesejáveis".

Com AE

    Leia tudo sobre: metrôsão paulohigienópolis

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG