Metrô de São Paulo inicia expansão da Linha 5-Lilás

Novo trecho ampliará a linha até a região da Chácara Klabin, onde será feita a interligação com a Linha 2-Verde

AE |

selo

A expansão da Linha 5-Lilás da Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô), que liga atualmente o Capão Redondo ao Largo Treze, na zona sul, foi iniciada oficialmente neste sábado e contou com a presença do governador Geraldo Alckmin (PSDB). 

O novo trecho ampliará a linha até a região da Chácara Klabin, onde será feita a interligação com a Linha 2-Verde. A previsão do governo estadual é de que o número de usuários no trajeto seja ampliado das atuais 200 mil para aproximadamente 650 mil em 2015, quando a obra, avaliada em R$ 4 bilhões, for concluída. 

A primeira etapa da expansão ocorrerá até 2013, com a entrega da estação Adolfo Pinheiro. As demais dez estações do trecho ampliado serão entregues até dois anos depois. Assim que for concluída, a Linha 5 terá 17 estações e será interligada com a Linha 2, com a Linha 17-Ouro, na estação Água Espraiada, e com a Linha 1-Azul, na Santa Cruz. 

Segundo o governador, está ainda em fase de análise a possibilidade de o trajeto ser estendido também em direção ao sul, chegando ao Jardim Ângela. "É uma linha importante, que terá 12 quilômetros e conectará dez hospitais públicos e privados", destacou Alckmin, que durante a cerimônia de inauguração das obras de ampliação operou uma máquina na demolição de um dos imóveis desapropriados onde será construída a estação Alto da Boa Vista. O governo de São Paulo já assinou contrato para a aquisição de 26 trens para atender o novo trecho, a um custo total de R$ 615,680 milhões. 

Obras

Além da expansão da Linha 5, cuja primeira etapa foi inaugurada em 2002 e desde então sofreu diversos atrasos, o Metrô de São Paulo dá andamento a outras duas obras. Uma delas é o prolongamento da Linha 2 até a região de Cidade Tiradentes, prevista para 2015. A outra é a implementação da Linha 4-Amarela, que já é atendida por quatro estações e passará a contar em setembro com as estações República e Luz. A meta do Metrô é ampliar a malha dos atuais 71 quilômetros para 100 quilômetros até 2015.

A próxima etapa da expansão da malha em São Paulo será a construção da Linha 17, que ligará por monotrilho as linhas Azul e Amarela. De acordo com o secretário estadual dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, essas obras devem ter início entre novembro e dezembro.

O secretário também reiterou a intenção do governo de tentar acelerar o máximo possível a entrega de novas estações, inclusive na Linha 4. "O compromisso de entrega (da segunda fase do projeto) é 2014, mas na medida do possível tentaremos antecipar", disse Fernandes, que acompanhou Alckmin na visita aos locais de obra da Linha 5. 

Após a cerimônia na capital paulista, o governador segue para o interior do Estado, onde irá inaugurar novos serviços no hospital estadual de América Brasiliense e depois participará de um anúncio das obras de recapeamento da SP-253, em Luiz Antonio.

    Leia tudo sobre: metrôsão pauloampliação

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG