Conveniado pelo sistema público, ele cobrou R$ 2,4 mil por cirurgia na Santa Casa de Misericórdia de Araçatuba

selo

Um médico conveniado do Sistema Único de Saúde (SUS) foi condenado pela Justiça de Araçatuba, interior de São Paulo, por ter cobrado R$ 2,4 mil para fazer uma cirurgia em um paciente internado na Santa Casa da cidade. A decisão foi divulgada na terça-feira (19) pelo Tribunal de Justiça de São Paulo.

Segundo a decisão da Justiça, mesmo a paciente estando internada pelo SUS o médico exigiu o pagamento pela cirurgia, cobrando assim vantagem indevida. O caso ocorreu em 2007. O médico foi condenado a três anos de prisão. Porém, como é réu primário, ele não vai ficar preso, pois teve a pena substituída.

Ele deverá pagar multa de 10 salários mínimos para a Santa Casa de Misericórdia de Araçatuba e prestar serviços à comunidade, a serem determinados. A decisão de condenar o médico foi do juiz Emerson Sumariva Júnior.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.