Segundo a polícia, mulher teria atirado o filho e se jogado em seguida

selo

Uma mulher, identificada como Cássia Cristina dos Santos Nunes Gomes, de 33 anos, teria jogado o filho, I.J.C.J., de 6 anos, do 14º andar do prédio onde mora e, na sequência, cometido suicídio, por volta das 2h desta segunda-feira, no bairro do Sumaré, zona oeste da capital paulista.

Prédio onde ocorreram as duas mortes nesta segunda-feira
Paduardo/Futura Press
Prédio onde ocorreram as duas mortes nesta segunda-feira
Leia também: Menino de 2 anos cai de quarto andar de prédio no Rio

Moradores do edifício ouviram o primeiro estrondo e, 10 segundos depois, o outro. O zelador disse aos policiais que a criança foi a primeira a cair. Mãe e filho morreram no local, antes da chegada dos bombeiros. O caso será investigado pelo 7º Distrito Policial, da Lapa.

Segundo o que o delegado Percival Moura apurou no local com algumas testemunhas, Cássia vinha apresentando sinais de depressão e relatava a vontade se matar.

O ex-marido de Cássia está em viagem com uma adolescente de 15 anos, filha do casal. Dentro do apartamento da mulher, teria sido encontrado um bilhete, escrito supostamente por Cássia, no qual ela dá indícios de que cometeria o suicídio.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.