José Maria da Silva, de 55 anos responderá judicialmente por crime de fraude tributária

selo

O comerciante José Maria da Silva, de 55 anos, foi preso, na tarde de ontem, por agentes do Departamento de Investigações Criminais (Deic), no Jardim da Saúde, zona sul da capital paulista, sob acusação de falsificação de charutos. 

Os produtos, com as marcas cubana Cohiba, Monte Cristo e outras, eram vendidos por telefone. A prisão ocorreu em um dos imóveis da Rua Açungui. No local os policiais apreenderam etiquetas, caixas, selos e 1.500 charutos, a maioria hondurenha. José Maria trabalhava com charutos desde 1974. 

Uma especialista nesse tipo de produto realizou análise do material apreendido. Segundo ela, a mercadoria é extremamente inferior, mas conta com selos e embalagens semelhantes aos originais. Silva responderá judicialmente por crime de fraude tributária.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.