Linha Verde do Metrô paulistano chega à superlotação

Trecho que serve a Avenida Paulista já tem 6,5 passageiros de pé por metro quadrado em horário de pico

AE |

selo

Enquanto a Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) inaugura nesta segunda-feira a Estação Butantã da Linha 4 - Amarela em um prédio moderno, amplo, que lembra um shopping, passageiros da Linha 2 - Verde têm cada vez menos conforto e se espremem nos trens. A linha que serve a Avenida Paulista já tem 6,5 passageiros de pé por metro quadrado em horário de pico, superando o nível máximo de desconforto adotado internacionalmente, de 6.

Trata-se da última entre as três mais movimentadas linhas metroviárias da cidade a superar esse limite, considerando ainda a 1 - Azul e a 3 - Vermelha. Esta, a pior, já apresenta em alguns momentos uma demanda superior a 10 passageiros por metro quadrado.

O novo nível de desconforto da Linha Verde foi confirmado pelo Metrô à reportagem na última semana e retrata uma piora influenciada pela inauguração no ano passado das Estações Vila Prudente, Sacomã e Tamanduateí. Além de atender esses bairros, elas facilitaram o acesso ao sistema de pessoas vindas do ABC de trem ou ônibus.

Em 2009, antes das novas estações, eram 4,9 passageiros por metro, o que significava um certo conforto para os usuários e fazia da linha uma exceção. Em 2010, após a inauguração das estações, esse índice subiu 25%, para 5,9. No dia 19 de março, o horário de funcionamento da Vila Prudente foi estendido. Era das 8 às 17 horas e agora vai das 4h40 às 21 horas, pegando integralmente os horários de pico da manhã e da tarde.

A expectativa agora fica por conta da influência que as novas estações da Linha Amarela poderão trazer para a Linha Verde, uma vez que elas se encontram na Avenida Paulista e permitem baldeação. Milhares de usuários novos podem ser jogados na linha.

Segundo a companhia, não é possível falar que a Linha Verde ficará sobrecarregada porque a nova demanda terá sentido oposto à atual. De manhã, por exemplo, quando o pico se concentra no sentido Vila Madalena, os usuários vindos da Linha Amarela trafegarão sobretudo no sentido Vila Prudente.

O Metrô informou que está em instalação na Linha Verde o CBTC, sistema que permite reduzir o intervalo entre composições, ampliando a capacidade de transporte. A expectativa é de aumentar a oferta de lugares. O sistema também funcionará nas linhas Azul e Vermelha até 2014. A companhia alega ainda que se preparou para a ampliação de uso da Linha Verde com a compra de 16 trens, já entregues. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: metrôpaulistasuperlotaçãosão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG