Linha férrea subterrânea criará ligação entre São Paulo e ABC

CPTM prevê que a via deverá ligar as Marginais do Tietê e do Pinheiros

AE |

selo

A nova avenida que está prevista para ser construída no local dos 12 quilômetros de linha ferroviária que serão aterrados entre a Lapa e o Brás será uma nova ligação metropolitana. Um estudo contratado pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) prevê que a via deverá ligar as Marginais do Tietê e do Pinheiros, na altura da região da Lapa, ao ABC paulista, passando pelo centro de São Paulo. 

O projeto da CPTM prevê que os trilhos sejam enterrados apenas entre as Estações Lapa e Luz, enquanto a avenida se prolongaria tanto para leste quanto para oeste. De um lado, ela se conectaria às Avenidas Edgar Facó e Alexandre Mackenzie, que dão acesso a cidades como Caieiras, Franco da Rocha e Osasco. Do outro, ela seguiria até a Avenida Presidente Wilson, que liga São Paulo ao ABC. 

Essa ligação fará parte do Sistema Viário de Interesse Metropolitano, plano criado por decreto estadual em 2006 que prevê investimentos de R$ 4,3 bilhões para adequar vias expressas e estruturais das cidades da região metropolitana em um sistema interligado e planejado de transporte. "Como a via faz parte do sistema, o próprio Estado poderá contribuir financeiramente para a execução das obras", diz Pedro Taddei Neto, professor da Universidade de São Paulo (USP) e coordenador do projeto. 

Os estudos das operações urbanas lançadas na área pela Prefeitura de São Paulo recentemente deverão estar integrados com o planejamento da CPTM para a área, pois envolvem o enterramento dos trilhos. Os projetos municipais, que incluem a demolição do Elevado Costa e Silva, o Minhocão, deverão estar prontos até 2011, mas não há prazo para que as obras comecem. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: cptmprojetomarginal pinheirosmarginal tietêabc

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG