Linha Amarela do Metrô passa a funcionar até as 21h

A Linha 4 - Amarela ainda está em obras, mas algumas estações já foram concluídas e inauguradas

AE |

selo

AE
Geraldo Alckmin vistoria nova estrutura da estação Pinheiros da CPTM, que passa a atender mais usuários com a integração entre trem e metrô
O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), anunciou hoje a ampliação do horário de funcionamento da Linha 4 - Amarela do Metrô de São Paulo, que passará a atender a população das 4h40 até as 21 horas. Até ontem, ela funcionava apenas até as 15 horas. A Linha 4 - Amarela ainda está em obras, mas algumas estações já foram concluídas e inauguradas (Pinheiros, Butantã, Faria Lima e Paulista).

O governador comunicou a mudança durante evento de entrega das obras de modernização da Estação Pinheiros da Linha 9 - Esmeralda da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). Um novo acesso foi construído na estação, que ganhou escadas rolantes, elevadores e novos banheiros, ampliando a acessibilidade, inclusive para deficientes e idosos.

O secretário de Transportes Metropolitanos de São Paulo, Jurandir Fernandes, ressaltou que o funcionamento da Linha 4 - Amarela não foi ampliado por enquanto até as 24 horas, horário normal de operação do Metrô, para que haja mais tempo disponível para testes. A expectativa é de que, com mais tempo para os testes, a inauguração das Estações Luz e República seja adiantada para o final de setembro.

De acordo com o secretário, a ampliação do horário das 21 horas para as 24 horas beneficiaria, até outubro, 900 mil pessoas. A antecipação para setembro da inauguração das Estações Luz e República, por sua vez, poderá atender 4,5 milhões de usuários. O horário da Linha 4 - Amarela será estendido até as 24 horas e o seu funcionamento será ampliado para os fins de semana quando forem inauguradas as duas novas estações.

    Leia tudo sobre: metrôlinha amarela

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG