Lindemberg Alves chega a fórum e deve falar sobre crime pela 1ª vez

Acusado de matar Eloá Pimentel ficou em silêncio em outras oportunidades. Segundo advogada, ele irá dar sua versão para os jurados

Carolina Garcia, iG São Paulo |

O acusado de matar Eloá Pimentel, Lindemberg Alves, chegou ao fórum de Santo André nesta quarta-feira para o terceiro dia de julgamento por volta das 8h30. O júri popular do crime contra a jovem de 15 anos, ocorrido em outubro de 2008, começou nesta segunda-feira. No primeiro dia, testemunhas que participaram do cárcere de mais de cem horas foram interrogados . O segundo dia foi marcado pelos depoimentos dos irmãos de Eloá e por discussões e ameaças da defesa do réu .

Carolina Garcia
Lindemberg Alves chega ao fórum nesta quarta-feira
Esta quarta-feira pode ser o último dia do júri, dependendo do andamento dos depoimentos que serão tomados. O julgamento será retomado com o depoimento do policial Paulo Sergio Squiavo, última testemunha de juízo a falar. Depois será a vez de Lindemberg depor. Ele tem o direito de ficar em silêncio, mas, segundo sua advogada, deverá falar pela primeira vez sobre o caso. Em outras oportunidades que teve de dar a sua versão, em depoimento para delegados e na fase de instrução do processo, ele ficou calado.

AE
Plenário da sessão do júri de Lindemberg Alves
Depois disso, serão iniciados os debates entre promotoria e defesa – cada parte terá 1h30 para defender suas teses. Se necessário, a promotoria tem direito a uma réplica de 1h.

Por fim, o conselho de sentença, formado pelos jurados, se reúne e decide se o réu é culpado ou inocente pelos crimes. Então o juiz lê a senteça e determina a pena.

Leia também:

Réu: Lindemberg fica nervoso durante depoimento de amigo de Eloá
Crime: relembre o caso Eloá
Advogado: "Ele tinha intenção de matar"
Mãe: "A Justiça é a condenação dele", afirma mãe de Eloá

Defesa:
"Ele é um bom rapaz, ingênuo", diz advogada de Lindemberg
'Para descobrir a verdade não precisa ter pressa', diz defesa de Lindemberg

Depoimentos:
Policial diz que disparo e frases motivaram invasão a apartamento de Eloá
Policiais dizem que PM não usou munição letal na invasão do apartamento de Eloá

Jornalistas dizem que foram orientados a não entrar em contato com Lindemberg
"Eloá era como minha segunda mãe", diz irmão mais novo
"Ele é um monstro, louco e agressivo", diz irmão de Eloá sobre Lindemberg
"Era certo que ele ia matá-la", diz Nayara sobre Lindemberg

Imagens:
Veja imagens do julgamento de Lindemberg Alves

Discussões: 
Defesa e promotoria discutem e julgamento do caso Eloá é suspenso
Advogada de Lindemberg afirma que juíza devia "voltar a estudar"
"Me senti humilhada", diz mãe de Eloá após discussão

    Leia tudo sobre: lindemberg alveseloá pimentel

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG