Ladrões miram cadeirinhas de crianças em São Paulo

De janeiro até o dia 16, pelo menos 53 cadeirinhas foram levadas por ladrões na capital paulista

AE |

selo

As cadeirinhas para transporte de crianças em carros entraram na lista dos itens mais visados pelos criminosos em São Paulo. O acessório se tornou obrigatório em setembro do ano passado, após determinação do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). De janeiro até o dia 16, pelo menos 53 cadeirinhas foram levadas por ladrões na capital paulista, a maioria em estacionamentos de supermercados. Em igual período de 2010, houve dez casos.

A polícia acredita que as peças - vendidas no comércio por R$ 500 em média - são oferecidas no mercado paralelo por até metade do preço. No fim do ano passado, quatro homens foram presos acusados de furtar duas cadeirinhas. Eles foram detidos na Avenida Arraias do Araguaia, área do 66.º Distrito Policial (Vila Aricanduva). Ao ser detido, o trio alegou aos policiais que venderia os produtos na região de Guarulhos, na Grande São Paulo. Sobre um dos acessórios, um acusado contou ter adquirido em uma feira irregular na região de São Miguel Paulista, na zona leste de São Paulo.

Dois meses depois, a Polícia Militar (PM) de Sorocaba, no interior do Estado, deteve dois homens que roubavam cadeirinhas para transportar crianças em carros, na Avenida Ipanema. Ladrões arrombaram um automóvel estacionado e levaram a cadeirinha, o equipamento de som e o estepe do carro. Segundo a PM, a intenção dos bandidos era revendê-la. As informações são do Jornal da Tarde.

    Leia tudo sobre: cadeirinhafurto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG