Kassab determina instalação de unidades assistenciais na Cracolândia

Em regime de urgência, equipamentos vão ocupar espaço de quarteirão deixado pelos seis imóveis demolidos nesta semana

Agência Brasil |

Frâncio de Holanda
Usuários se aglomeram na região das ruas Dino Bueno e Helvétia
Decreto publicado nesta sexta-feira no Diário Oficial do Município, assinado pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, determina a implantação em caráter de urgência de instalações de assistência social na região da Cracolândia. Os equipamentos vão ocupar o espaço de quase um quarteirão deixado pelos seis imóveis que foram demolidos esta semana no centro da cidade .

A coordenação dos projetos será feita pelas secretarias municipais de Assistência e Desenvolvimento Social, de Desenvolvimento Econômico, do Trabalho e de Coordenação das Subprefeituras. As instalações, que serão provisórias, estão no centro da operação policial deflagrada no início do ano para coibir o tráfico e uso de crack.

Inquérito: Promotoria deve concluir investigação sobre ação na Cracolândia em março

Operação: Polícia continua na Cracolândia, decidem promotores e governo

Denarc: 'Operação da Cracolândia é da PM', diz chefe do Denarc

'Pai' da Cracolândia: Tenta botar ordem no caos

Biricolândia: Ação da polícia cria 'subcracolândias' no centro de São Paulo

Mais demolições estão previstas no plano de remodelação urbana da região. A área está incluída nos 45 quarteirões do entorno da Estação da Luz que receberão incentivos para atrair investimentos privados. Para a prefeitura, o abandono e deterioração dos imóveis propicia abrigo para usuários e traficantes de crack.

Deverá ser entregue em fevereiro, na mesma região, o Complexo Prates, centro que juntará centro de convivência e acolhimento para crianças, adolescentes e adultos. No local, está prevista para os dependentes químicos a prática de atividades lúdicas e esportivas e acompanhamento psicológico e social.

Desde o início da operação policial na cracolândia, 151 pessoas foram presas, 436 encaminhadas para serviços de saúde, 106 internadas e 3,6 quilos de crack apreendidos.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG