Jonathan e outros jovens, que são menores de idade, são acusados de agredir com lâmpadas fluorescentes três rapazes em São Paulo

selo

nullA 7ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo negou nesta quinta-feira o pedido de habeas corpus solicitado pela defesa de Jonathan Lauton Domingues. Ele é acusado de agredir um jovem na avenida Paulista, em novembro passado, durante uma madrugada.

O relator do processo, desembargador Fernando Miranda, afirmou em seu voto que o rapaz deveria ser mantido em reclusão para a garantia da ordem pública. A liminar desse habeas corpus já havia sido negada em janeiro.  Jonathan é foragido da Justiça .

Jonathan e outros jovens, que são menores de idade, são acusados de agredir com socos, pontapés e lâmpadas fluorescentes três rapazes nas proximidades da avenida Brigadeiro Luís Antonio. Duas vítimas disseram à polícia que teriam sido confundidas com homossexuais, o que teria motivado a agressão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.