Justiça nega habeas corpus a acusado de agressão na av. Paulista

Jonathan e outros jovens, que são menores de idade, são acusados de agredir com lâmpadas fluorescentes três rapazes em São Paulo

AE |

selo

nullA 7ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo negou nesta quinta-feira o pedido de habeas corpus solicitado pela defesa de Jonathan Lauton Domingues. Ele é acusado de agredir um jovem na avenida Paulista, em novembro passado, durante uma madrugada.

O relator do processo, desembargador Fernando Miranda, afirmou em seu voto que o rapaz deveria ser mantido em reclusão para a garantia da ordem pública. A liminar desse habeas corpus já havia sido negada em janeiro.  Jonathan é foragido da Justiça .

Jonathan e outros jovens, que são menores de idade, são acusados de agredir com socos, pontapés e lâmpadas fluorescentes três rapazes nas proximidades da avenida Brigadeiro Luís Antonio. Duas vítimas disseram à polícia que teriam sido confundidas com homossexuais, o que teria motivado a agressão.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG