Justiça decreta prisão de homem que matou motorista em Suzano

O suspeito, funcionário da Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô), é considerado foragido pela polícia

iG São Paulo |

A Justiça decretou na tarde desta quarta-feira (11) a prisão do autor do disparo que matou o tecelão Airton Fernandes, de 45 anos, na noite de domingo, em Suzano, na região metropolitana de São Paulo, após um acidente de trânsito.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o pedido para a prisão temporária do autor foi solicitado pelo delegado Fátimo Aparecido Rodrigues, titular do 1º Distrito Policial da cidade.

O suspeito já é considerado foragido. De acordo com a polícia, o homem é funcionário da Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) e foi reconhecido "sem sombra de dúvida" pela mulher e pela filha da vítima.

Fernandes, que estava acompanhado da mulher e dos cinco filhos, dirigia sua Brasília pela estrada da 4ª Divisão quando teve de desviar de um buraco e acabou atingindo o espelho de um Fiat Uno que vinha na direção contrária. Após a batida, o motorista do Uno teria perseguido a Brasília e atirado contra os ocupantes. O filho do tecelão de 14 anos também foi atingido e permanece em estado estável de saúde na Santa Casa de Suzano.

*Com informações da Agência Estado

    Leia tudo sobre: mortetrânsito

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG