Justiça de São Paulo pede o afastamento de diretor da ANP

Ministério Público acusa Haroldo Lima de improbidade administrativa

iG São Paulo |

O Ministério Público Federal em São Paulo (MPF) ajuizou nesta sexta-feira ação civil pública por atos de improbidade administrativa contra o diretor-geral da Agência Nacional de Petróleo, Haroldo Lima.

A ação pede o afastamento de Lima de suas funções. Para o MPF, ao deixar de tomar medidas para regulamentar um diesel menos poluente, o dirigente da agência reguladora causou danos morais ao país, além de praticar ato de improbidade administrativa.

Em sua defesa, Lima, que não tem formação jurídica, argumenta que o prazo era uma disposição transitória referente à fase já cumprida. Para o MPF, “tal justificativa não afasta o ato de improbidade cometido”.

    Leia tudo sobre: mpjustiçaspafastamentoimprobidade

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG