Juiz veta saídas temporárias de presidiários de Guarulhos

1,1 mil detentos não vão deixar os presídios da cidade na Páscoa, no Dia das Mães, dos Pais e das Crianças

AE |

selo

O juiz Jayme Garcia dos Santos Júnior, titular da Vara das Execuções Criminais de Guarulhos, na Grande São Paulo, decidiu por meio de portaria proibir a saída temporária coletiva dos presos do regime semiaberto da cidade - que tem 1,1 mil presos nessa condição.

Com isso, os detentos não vão deixar os presídios do município na Páscoa e nas outras datas tradicionais a que têm direito: Dia das Mães, dos Pais e das Crianças. A única exceção do magistrado foi o Natal.

A partir de agora, a concessão do benefício para os presos de Guarulhos será feita apenas de forma individual. Cada preso deverá dizer por que deseja o benefício, quem vai visitar e onde. O pedido será então analisado pelo magistrado.

O juiz alega que tomou a decisão de vetar a concessão coletiva do benefício em função das fugas e de crimes cometidos pelos detentos. Segundo o juiz, falta fiscalização. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: presospresídeoindulto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG