Juiz ouve acusados de matar Mércia Nakashima

Mizael Bispo de Souza e Evandro Bezerra da Silva participam da audiência de instrução do Caso Mércia

Lectícia Maggi, iG São Paulo |

O advogado da família de Mércia Nakashima, Alexandre de Sá Domingues, afirmou, ao chegar ao Fórum de Guarulhos para o 4º e provavelmente ultimo dia de audiência de instrução do Caso Mércia, que não tem expectativa que os acusados de matar a advogada confessem o crime. “Não espero que admitam responsabilidades, devem sustentar negativa de autoria”, afirmou.

O juiz Leandro Bittencourt Cano, da Vara do Júri de Guarulhos, na Grande São Paulo, começou a ouvir, na última segunda-feira, as testemunhas que podem ajudar a esclarecer o assassinato de Mércia Nakashima, de 28 anos. Hoje serão ouvidos os acusados Mizael Bispo de Souza, ex-namorado da advogada, e o vigia Evandro Bezerra da Silva.

O vigia a princípio admitiu para o delegado Antonio Olim, da Delegacia de Homicídio Proteção à Pessoa, ter ido buscar Mizael na represa de Nazaré Paulista no dia 23 de maio, quando Mércia desapareceu após deixar a casa da avó, em Guarulhos. Mas depois negou a versão e diz que foi torturado. “Ficou muito estranha essa alegação, ele não tem como explicar”, afirma Domingues.

    Leia tudo sobre: mérciacrimeassassinatomizael bispo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG