Jovem que participou de agressão ganha liberdade

Juiz aceita pedido de habeas corpus porque o jovem tem residência fixa, cumpre atividades lícitas e é réu primário

AE |

selo

O jovem de 19 anos que, junto com quatro menores de idade, integrou um grupo suspeito de agredir três pessoas na manhã de domingo na região da Avenida Paulista, na cidade de São Paulo, também obteve liberdade na Justiça paulista e poderá deixar o 2º Departamento de Polícia, no bairro do Bom Retiro, ainda hoje, uma vez que o alvará de soltura já foi expedido.

A defesa do jovem entrou com pedido de liberdade provisório no Fórum Criminal da Barra Funda. O juiz aceitou o pedido, que teve parecer favorável do Ministério Público, porque o jovem tem residência fixa, cumpre atividades lícitas e é réu primário. Ele foi indiciado pelos crimes de lesão corporal gravíssima e formação de quadrilha e poderá responder o processo em liberdade.

Os quatro menores deixaram no início da tarde de hoje a Fundação Casa do Brás, para a qual foram encaminhados na noite de ontem. De acordo com informações da assessoria da imprensa da Fundação Casa, os pais dos menores obtiveram na Justiça de São Paulo liminar que concedeu liberdade provisória a todos. Os quatro menores vão responder em liberdade por ato infracional perante a Vara da Infância e da Juventude.

O grupo é acusado de agredir com socos, pontapés e lâmpadas fluorescentes três jovens na região da Avenida Paulista. A suspeita é de que as agressões foram motivadas pelo fato de as vítimas serem ou estarem acompanhadas de homossexuais, o que tipifica um crime de homofobia. O caso está sendo investigado pelo 5º Distrito Policial, do bairro da Aclimação.

    Leia tudo sobre: NACIONALGERALagressãogay

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG