Jornalistas dizem que foram orientados a não entrar em contato com Lindemberg

Repórteres da TV Bandeirantes, durante depoimento sobre o caso Eloá, afirmaram que outras emissoras falaram com o réu e que não deveriam fazer o mesmo

Carolina Garcia, iG São Paulo |

Os jornalistas da TV Bandeirantes Rodrigo Hidalgo e Márcio Campos prestaram depoimento nesta terça-feira (14) no s egundo dia de julgamento do caso Eloá . Eles foram questionados pela promotoria e pela defesa sobre como a imprensa fez a cobertura do caso, em outubro de 2008.

Os dois jornalistas, que trabalharam em conjunto na cobertura do caso, afirmaram que receberam aviso da diretoria da Band para não entrarem em contato com o apartamento, onde Lindemberg Alves mantinha a ex-namorada Eloá Pimentel como refém.

Mais sobreo julgamento:

"Ele é um monstro, louco e agressivo", diz irmão de Eloá sobre Lindemberg

"Me senti humilhada", diz mãe de Eloá após discussão

Testemunhas dizem que Lindemberg deixou claro que mataria Eloá

Lindemberg fica nervoso durante depoimento de amigo de Eloá

Segundo Hidalgo e Campos, eles “ouviram dizer que outras emissoras entraram em contato com o sequestrador e que não deviam fazer o mesmo”. Lindemberg foi entrevistado ao vivo por um programa da Rede TV.

“A primeira indicação da minha direção era que não era trabalho da imprensa negociar. Essa foi a postura e linha editorial da emissora”, disse Hidalgo durante depoimento.

Questionados sobre se os disparos feitos por Lindemberg ocorreram antes ou depois do contato com a imprensa, os jornalistas afirmaram que a imprensa só atuou após os tiros.

    Leia tudo sobre: caso eloájulgamentolindembergjornalistas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG