Irmãs são encontradas mortas em Mogi das Cruzes

Mulheres de 21 e 16 anos apresentavam cortes no pescoço. Pintor que trabalhava na casa teria confessado o crime

AE |

selo

As irmãs Renata de Cassia Yoshifusa, de 21 anos, e Roberta Yuri Yoshifusa, de 16 anos, foram encontradas mortas na sexta-feira, dentro da casa onde moravam, na Rua Mariana Najar, em Mogi das Cruzes, na região metropolitana de São Paulo.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), elas apresentavam cortes no pescoço e sinais de estupro. O pintor Antônio Carlos Rodrigues da Silva Júnior, de 30 anos, que fazia serviços na casa, também foi encontrado ferido dentro da residência. Mais tarde, ele confessou o crime em depoimento no 1º Departamento de Polícia de Mogi das Cruzes (SP).

Ao chegarem, os PMs encontraram as portas da garagem abertas e o pintor se arrastando em direção à entrada. O pai da garota foi encontrado transtornado dentro da casa.

Foram apreendidos uma faca no hall de entrada. Na cozinha, havia mais uma faca. Uma terceira faca foi encontrada no lavabo. Também foram apreendidos quatro celulares, um chip de celular, seis processos criminais e as roupas do pintor, que estavam sujas de sangue. O caso foi registrado como homicídio qualificado consumado e tentativa de homicídio qualificado.

As duas irmãs foram enterradas por volta das 17h30 deste sábado (12) no cemitério Parque das Oliveiras.

    Leia tudo sobre: crimehomicídio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG