Inspeção veicular deve ampliar horário de atendimento

Fiscalização por radares motiva motoristas a realizarem teste ambiental

AE |

selo

A empresa responsável pela inspeção veicular ambiental na cidade de São Paulo espera uma onda de motoristas "retardatários" nos próximos dias. O principal motivo é a fiscalização da regra por 177 radares instalados na cidade, o que deve começar até o fim deste mês . Segundo a Controlar, cerca de 1,4 milhão de veículos ainda precisam passar pelo teste. Por isso, a concessionária diz que poderá ampliar os horários de atendimento.

"Estamos esperando um grande aumento, porque muitas pessoas que não tinham feito a inspeção ou estavam deixando para a última hora agora vão correr para evitar as multas", diz o diretor-presidente da Controlar, Harold Peter Zwetkoff. O valor da multa é de R$ 550.

Os veículos devem passar pela inspeção em meses determinados, segundo o final da placa. Até agora, todos os com final de 1 a 8 que não passaram pelo processo estão sujeitos a multa. Atualmente, elas são aplicadas somente durante blitze, que neste ano flagraram 440 veículos nessa situação. Além disso, a data final para regularização é 31 de janeiro de 2011. Do contrário, o licenciamento do veículo é bloqueado.

Para evitar que motoristas lotem os 16 centros de inspeção nos próximos meses e que falte horário para agendamento, a Controlar começou a convocar diretamente os donos de veículos que não fizeram o teste. Foram enviadas 280 mil cartas apenas para os proprietários de veículos com final de placa 2, 3 e 4. A Controlar afirma que também pode aumentar os horários de inspeção para evitar problemas. Atualmente, são feitas 16 mil inspeções por dia - quantidade que pode ser aumentada para 30 mil, dependendo do cenário. No entanto, a empresa admite que muitos motoristas podem não conseguir agendamento no posto de inspeção preferido e em determinados horários.

As regras publicadas ontem a respeito da fiscalização eletrônica preveem que as infrações registradas pelos radares serão enviadas para a casa dos proprietários dos veículos. Esses terão 30 dias para o pagamento da multa e também para apresentar defesa - que terá efeito suspensivo da cobrança da multa. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: inspeçãocarrosambientalcontrolar

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG