Uma vela pode ter dado início ao incêndio, segundo moradores

selo

A vela acesa pode ter sido a causa do incêndio que matou uma mulher, de 36 anos, na madrugada desta terça-feira, em uma casa no número 380 da rua Hermeto Lima, na Vila Alpina, na zona leste de São Paulo. O marido da vítima teve queimaduras de segundo grau no braço e foi socorrido ao Hospital Vila Alpina. Outras cinco pessoas, três delas crianças, conseguiram escapar ilesas do fogo. 

Rio de Janeiro: Menina de cinco anos morre em incêndio na zona oeste a cidade

Marido da vítima sofreu queimaduras de segundo grau no braço e foi levado ao Hospital Vila Alpina
AE
Marido da vítima sofreu queimaduras de segundo grau no braço e foi levado ao Hospital Vila Alpina
O capitão Luciano Almeida, do Corpo de Bombeiros, afirmou que as chamas foram tão intensas que o telhado da casa desabou. "Moradores contaram que não havia energia elétrica na residência, e uma vela usada para iluminar o ambiente pode ter dado início ao incêndio. A perícia irá confirmar se foi o que de fato ocorreu", relatou o capitão. O fogo, que teve início por volta da meia-noite, foi extinto em cerca de 10 minutos pelos bombeiros. 

Moradora de uma casa nos fundos da atingida, Simone Duarte Heleno, de 31 anos, contou que um quarto de sua moradia também foi incendiado. "Vizinhos nos ajudaram a tirar botijões e outros objetos do local. Graças a Deus ninguém da minha família se feriu", contou Simone. Ela disse que a mulher morta desmaiou com a fumaça e não conseguiu sair. O caso será registrado no 56º Distrito Policial (DP).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.