Imagens mostram agressão a jovem na Avenida Paulista; veja

Adolescente que aparece como agressor no vídeo integra grupo suspeito de agredir jovens com socos e lâmpadas fluorescentes

iG São Paulo | 18/11/2010 21:57

  • Mudar o tamanho da letra:
  • A+
  • A-
Compartilhar:

Imagens obtidas pelo SBT mostram momento em que jovem é agredido na Avenida Paulista, na manhã do último domingo.

O adolescente que aparece como agressor no vídeo integra grupo suspeito de agredir com socos, pontapés e lâmpadas fluorescentes três jovens na região da avenida. A suspeita é de que as agressões foram motivadas pelo fato de as vítimas serem ou estarem acompanhadas de homossexuais, o que tipifica um crime de homofobia. Para advogado de um dos suspeitos, o que ocorreu foi uma briga e não uma agressão. O caso está sendo investigado pelo 5º Distrito Policial, do bairro da Aclimação. Quatro são adolescentes e foram apreendidos e um jovem de 19 anos foi preso. Depois, eles foram soltos.

Veja as imagens

As imagens gravadas pela câmera de segurança de um prédio, por volta das 6h, mostram três rapazes caminhando em direção contrária ao grupo suspeito. Um dos integrantes do grupo brinca com duas lâmpadas fluorescentes. Sem motivo aparente, o adolescente dá um golpe na cabeça de um dos três jovens. Depois de segundos, ele repete o golpe e o jovem reage. Após cerca de 20 segundos, um segurança do prédio corre até a calçada atrás dos agressores. Outro segurança sai do edifício e enquanto um vai atrás do grupo, o outro aparentemente busca socorro.

Dos cinco jovens suspeitos de agressão, quatro têm 16 anos e frequentam a mesma escola no bairro do Itaim Bibi, região nobre da capital paulista. O único maior de idade foi identificado como Jonathan Lauton, de 19 anos.

As agressões

Segundo a 5ª DP, o grupo realizou o primeiro ataque contra dois rapazes por volta das 6h30. Um deles ficou com vários ferimentos no rosto depois de ser agredido com duas lâmpadas fluorescentes usadas como arma. Ele foi levado para o Hospital Oswaldo Cruz.

O segundo ataque foi logo depois, contra outro rapaz, que não sofreu ferimentos e não precisou de atendimento médico. As pessoas agredidas têm entre 20 e 23 anos, segundo a polícia. De acordo com o boletim, uma quarta vítima ouviu gritos de um indivíduo na Avenida Paulista vindo em sua direção. Esse indivíduo, de acordo com o relato, começou a dar socos e chutes na vítima sem falar nada. Durante a agressão, celular e carteira da vítima caíram no chão e foram roubados.

Os cinco jovens agressores alegaram provocação para os ataques. Segundo a polícia, eles afirmam terem reagido a provocações. A polícia informou, no entanto, que essa justificativa contraria a versão das vítimas e das testemunhas que presenciaram as cenas.

Ao contrário do que chegou a ser informado mais cedo pela Polícia Militar, os rapazes detidos não seriam ligados a nenhum grupo de skinheads ou qualquer outro movimento. A delegacia informou que os cinco rapazes detidos formam um grupo de amigos de classe média. A polícia investiga se as agressões foram provocadas por homofobia.

 

    Notícias Relacionadas



    Ver de novo