Ninguém ficou ferido gravemente, e a condutora poderá responder por lesão corporal culposa

selo

Ao menos 11 pessoas, entre elas duas crianças, foram atropeladas na calçada no início da tarde de ontem no centro de Caraguatatuba, no litoral norte de São Paulo. O acidente foi causado pela condutora de um Honda City, de 72 anos, que ficou em estado de choque. Segundo testemunhas, ela teria tentado desviar de um carro-forte parado em frente a um banco, e, ao tentar frear, teria acelerado o veículo, subindo na calçada. A maioria das vítimas estava em mesas e cadeiras em frente a uma pastelaria, que estava lotada na hora do acidente.

Tempo real: acompanhe o trânsito nesta quarta-feira

Além das mesas e cadeiras, o carro passou por cima de bicicletas e placas de sinalização. A rua, que fica na principal praça da cidade, ficou interditada para o socorro às vítimas e complicou ainda mais o trânsito, que recebe o dobro de veículos por causa da temporada de verão. A motorista e as vítimas foram levadas com ferimentos leves e escoriações pelo Corpo de Bombeiros para o pronto-socorro da Santa Casa. A maioria foi liberada ainda na tarde de ontem. 

O caso mais grave é de uma mulher, grávida, que teve fratura na bacia e seguia internada até ontem. Ela estava com seus dois filhos, que também foram atingidos pelo carro, mas foram liberados.

O 1º Distrito Policial de Caraguatatuba instaurou um inquérito para investigar as causas do acidente. A motorista, que não teve o nome divulgado pela polícia, poderá responder por lesão corporal culposa, quando não há intenção de ferir.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.