Hopi Hari é reaberto com principais atrações interditadas

Além dos três brinquedos restritos pela Justiça, outros cinco não funcionam no parque onde menina morreu em 24 de fevereiro

Carolina Garcia, enviada a Vinhedo (SP) |

Carol Garcia, iG São Paulo
Oito atrações estão interditadas no parque Hopi Hari
Após 20 dias fechado para perícias, o parque de diversões Hopi Hari, em Vinhedo (SP), reabriu neste domingo com algumas restrições. Visitantes foram surpreendidos com o não funcionamento de grandes atrações no tour do parque. Seja por decisão judicial ou corriqueira manutenção, o Hopi Hari abriu os portões com oito brinquedos inoperantes.

Carolina Garcia
Adolescente caiu da La Tour Eiffel no dia 24 de fevereiro
Por decisão da Justiça de Vinhedo, três grandes atrações permanecerão fechadas até que todas as normas de segurança sejam atendidas. São elas: La Tour Eiffel – de onde a adolescente Gabriela Nichimura, de 14 anos , caiu no dia 24 de fevereiro –, Simulákron (atração 3D) e West River Hotel (trem fantasma). Todas foram citadas no Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), firmado entre o Ministério Publico (MP) de São Paulo e diretoria do parque.

Alem dessas restrições, outros cinco brinquedos e áreas se encontram inoperantes. Há um aviso na entrada que informa a interdição da Giranda Mundi, Billi-Billi, Regiao de Aribabiba, Crazy Wagon e Spleshi. Segundo funcionários do parque, as atrações já passavam por manutenções antes do acidente que manteve o local fechado desde o dia 2 deste mês.

Leia também:
Japonesa, menina morta no Hopi Hari passava férias no Brasil

    Leia tudo sobre: Hopi Hariparque de diversão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG