Homicídios caem 3% e latrocínios saltam 20% em São Paulo em 2011

Em 2011, São Paulo teve 11 homicídios por dia, 6 latrocínios por semana e um roubo/furto de veículos a cada 3 minutos

iG São Paulo |

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo divulgou nesta quinta-feira o balanço de crimes ocorridos em 2011 no Estado de São Paulo. Segundo as Estatísticas da Criminalidade de 2011, São Paulo alcançou a menor taxa de homicídios dolosos da história recente: 10 homicídios a cada por 100 mil habitantes, com 4.189 casos, índice 3,05% menor que em 2010. Porém, o número de latrocínios, que são os roubos seguidos de morte, cresceu 20,9%.

11 homicídios dolosos por dia

Segundo os dados dos homicídios ocorridos no Estado (4.189 mortes), metade dos meses apresentou queda e a outra metade teve aumento nos casos. A redução nos números de todo o ano se deve aos bons resultados conquistados na primeira metade de 2011. Já o segundo semestre apresentou aumento das mortes, se comparado com os mesmos meses de 2010. A tendência de aumento foi registrada pela iG desde o mês de agosto e comentada pela colunista de segurança pública Paula Miraglia . Veja abaixo a evolução dos crimes de homicídio em São Paulo mês a mês:

 Meses 2010 2011 Diferença
Janeiro 418 359 - 59
Fevereio 399 335 - 64
Março 407 310 - 97
Abril 392 358 - 34
Maio 366 337 - 29
Junho 296 309 + 13
Julho 308 376 + 68
Agosto 334 359 + 25
Setembro 298 323 + 25
Outubro 351 369 + 18
Novembro 376 354 -22
Dezembro 376 399 +23
TOTAL de 2011 4.321 4.189 - 132

SSP

Saltos nos latrocínios
Os roubos seguidos de morte em 2011 subiram 20,9%, com 53 casos a mais que no ano anterior. Foram registrados 306 roubos seguidos de morte em 2011, e 253 em 2010. No Estado, seis pessoas morrem toda semana após um roubo.

Segundo a SSP, estudos indicam que a maior parte dos casos de latrocínios atinge pessoas que reagem a assaltos. As vítimas são, na maioria, homens. Segundo a secretaria, a Polícia Militar intensificou o patrulhamento das áreas mapeadas com maior incidência de latrocínios e roubos. 

Aumento nos roubos e furtos de veículos
Segundo o balanço de crimes, os roubos de veículos cresceram 15,4% e os furtos de veículos, 4,2%, em relação a 2010. Isso revela que a cada 3 minutos, um carro é subtraído por criminosos. Segundo a secretaria, o aumento de roubos e furtos de veículos ocorre depois de sensível queda, desde 2001, apesar do aumento, durante esta década, da frota estadual de 12 milhões de veículos para 22 milhões.

O número de veículos roubados em 2011 é 22% inferior ao registrado em 2001 – redução de 21.899 casos. Já a quantidade de veículos furtados é 8% menor que a contabilizada há 10 anos - 8.565 casos a menos que em 2001.

Roubos em queda
Os roubos em geral, em 2011, oscilaram 1,1% para cima, com 2.591 casos a mais, porém, quando se leva em conta a taxa de roubos, que considera também o crescimento populacional, constata-se redução de 0,33%, de 564,5 roubos por 100 mil habitantes, em 2010, para 562,7/100 mil, em 2011. O valor dá 26 roubos por hora no Estado.

A capital e seis das nove regiões do interior colaboraram para a redução dos roubos em geral no Estado: Vale do Paraíba, com queda de 4,8% e 492 casos a menos, região de Campinas, com diminuição de 2,2% e 354 casos a menos, e área de São José do Rio Preto, com recuo de 6,4% e 268 casos a menos. Também diminuíram os roubos as regiões de Piracicaba e Bauru.

Estupros

O levantamento revela um grande número de casos de casos de estupro. Em 2011, foram registrados 10.399 boletins de ocorrência por estupro, o que dá um média de um caso a cada hora. A secretaria, porém, ressalta que desde 2010 entrou em vigor uma legislação que passou a tipificar como estupro as ocorrências de atentado ao pudor e ato obsceno.

    Leia tudo sobre: homicídioslatrocínios

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG