Homens armados com fuzis invadiram condomínio de luxo e fizeram moradores reféns. Polícia ainda procura pelos suspeitos

A polícia procura, nesta quinta-feira, pelos suspeitos que invadiram um condomínio localizado na rua Oscar Freire, um dos maiores templos de luxo da cidade, nos Jardins, zona oeste da capital paulista, na noite de quarta-feira. Fortemente armados com fuzis, metralhadoras e pistolas, eles fizeram moradores reféns e invadiram pelo menos três apartamentos.

Fachada do prédio que foi invadido na Oscar Freire
Futura Press
Fachada do prédio que foi invadido na Oscar Freire

Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP), o grupo chegou em dois veículos, sendo um deles uma perua prata, por volta das 19h. Testemunhas disseram à Polícia Civil que os criminosos aproveitaram a chegada de um morador para entrarem colado ao veículo dele na garagem do edifício.

Conforme a polícia, parte do grupo foi à portaria, rendeu o porteiro, o zelador e a família dele e os obrigaram a deixar que os outros assaltantes entrassem. Eles procuravam câmeras de vigilância para pegar possíveis fitas com imagens da invasão e do arrastão, mas o prédio não possui este tipo de sistema.

As pessoas que saíam ou chegavam ao prédio eram rendidas. Durante a ação, pelo menos 12 pessoas de quatro famílias diferentes foram feitas reféns e três apartamentos foram roubados. Um dos moradores relatou que as famílias foram ameaçadas e que parte do grupo usava colete à prova de balas.

Foram levados seis relógios, US$ 4.500, 2.100 euros e cerca de R$ 80 mil em jóias. Ninguém ficou ferido. Quando a Polícia Militar chegou ao prédio, os criminosos já haviam fugido. O caso foi registrado no 78ºDP da capital.

Outro caso

No dia 16 de agosto um grupo também de cerca de dez pessoas invadiu um prédio de luxo no Campo Belo , zona sul paulista. Eles entraram em sete dos 16 apartamentos - todos duplex - e roubaram dinheiro, joias e objetos pessoais . Vinte e sete moradores, sendo cinco crianças, e dois funcionários ficaram presos na sala de ginástica durante o roubo.

*Com informações da Agência Estado

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.