Grupo com metralhadoras faz arrastão em prédio de SP

Condomínio Green Park, na Chácara Klabin, zona sul de São Paulo, foi invadido por 13 homens fortemente armados

AE |

selo

Moradores do condomínio Green Park, na Chácara Klabin, zona sul de São Paulo, viveram uma hora de terror na quarta-feira durante o sétimo arrastão do ano na cidade de São Paulo. Treze homens com metralhadoras, pistolas e uma espingarda calibre 12 invadiram seis apartamentos após entrar no prédio em um carro, com o controle remoto da garagem. Ninguém foi preso, apesar de o edifício alvo da quadrilha ficar a cerca de 50 metros de um posto da Polícia Militar (PM).

Durante a ação foram levados, em dinheiro, US$ 15 mil, 5 mil euros e R$ 2 mil, além de celulares, joias e vários relógios de grife. Assustada com a presença dos ladrões, uma mulher de 44 anos, empregada de um dos imóveis, foi agredida com vários chutes na cabeça. Ela foi encontrada caída em um dos elevadores. A maioria dos condôminos foi ameaçada de morte e ficou refém em um único apartamento. Outras vítimas permaneceram na garagem.

"Era uma rapaziada de cara limpa, com 20 e 30 anos. Eram muito violentos, trouxeram meu sobrinho para dentro do apartamento, vasculharam tudo atrás de joia", contou um morador. Na versão de um funcionário, os assaltantes chegaram ao prédio em dois carros com vidros escuros. Os homens da quadrilha se passaram por moradores. Depois de entrar pela garagem, parte do grupo foi até a guarita e rendeu o porteiro com uma pistola, obrigando o funcionário a deixar a garagem aberta. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: assaltocondomínio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG